Era de Aquário


Existem doze eras astrológicas, cada uma com cerca de 2.150 anos de duração e com nomes idênticos aos signos do zodíaco.

Elizabeth Prophet ensinou que as novas eras estão relacionadas com a "precessão dos equinócios". Em termos astronômicos, esse fato é representado pela rotação retrógrada da Terra ao redor do seu eixo polar. Quando a Terra gira, o ponto do equinócio da primavera se move ao longo dos signos do zodíaco, marcando a era em que nos encontramos.

Em virtude da precessão, o movimentos das eras se dá em sentido inverso. Antes da Era de Peixes estávamos na Era de Áries e, antes desta, na Era de Touro e assim por diante.
A cada período, nossa meta é assimilar um atributo de Deus e expressar os aspectos positivos do signo. A Era de Peixes trouxe o conhecimento de Deus, como Filho, que nos foi revelado pelo Cristo Universal, personificado em Jesus.

Jesus Cristo veio para nos mostrar como devemos trilhar a senda da nossa cristicidade pessoal para podermos manifestar o Filho de Deus dentro de nós. Ele é o regente da Era de Peixes e o exemplo daquilo em que poderíamos e deveríamos ter nos tornado.

A Era de Aquário nos oferece a compreensão de Deus como Espírito Santo e Mãe Divina. Aquário poderá ser uma era de liberdade, paz, iluminação e fraternidade.

O Mestre Chananda, chefe do Conselho da Índia, mencionou que "a Era de Aquário está destinada a ser uma era de absoluta cooperação entre Deus e os Mestres Ascensos, entre os Mestres e os Homens e entre todos os povos."


O regente ou avatar da Era de Aquário é o Mestre Ascenso Saint Germain, que também ocupa o cargo de Chohan ou diretor do Sétimo Raio, o Raio Violeta.